binomo corretora de opcoes binarias ok


 

Quando vamos falar de História da Arte, Vincent Van Gogh (1853-1890) é um divisor de águas.

Provas de concurso e do Enem, geralmente, perguntam sobre o pintor holandês, e as artes plásticas do século 20 dificilmente seriam o que são sem sua influência. Por outro lado, sua fama só veio postumamente, em uma vida de pobreza, angústias e possíveis crises psicológicas.

Também, ele é lembrado, comumente, pelo episódio trágico da orelha cortada. Mas, se ele é um dos grandes artistas da humanidade, por que reduzir sua vida a um episódio tão triste?

Quando falamos de Van Gogh, o mais importante são suas telas. Ponto.

Você sabe a razão que fez elas tão famosas?

 

1.      A personalidade do artista

Desde final do século 18, a pintura Europeia vinha sendo construída a partir de um novo formato de imagem. Desde o século 16, as pinturas buscavam se aproximar da realidade, quase como uma fotografia.

Porém, o avanço de ciências como a Psicologia e a Química mostraram que o mundo não era tão simples. a mente humana vinha sendo analisada, e a realidade, transformada pela ciência.

Nesse sentido, a pintura de Van Gogh surge como uma herança desses processos. Sua obra é considerada pós-impressionista e pré-expressionista.

Ou seja, ela guarda muito da ideia da pintura enquanto uma impressão do artista sobre a realidade – não a realidade em si.

Ao mesmo tempo, ela é uma expressão do artista, sobre uma realidade que o afeta. Nesse sentido, suas imagens representam questões de seu inconsciente.

 

2.      Imagens de múltiplos significados

A ideia de uma imagem que representa o inconsciente do artista pode ser notada em obras como Quarto em Arles ou Girassóis.

Embora seja imagens de coisas simples – um quarto e uma vaso de flores – a maneira como o artista representou essas cenas prosaicas revela sobre ele.

Revela seus sentimentos, medos, angústias e esperanças. Não são apenas imagens, mas é uma visão, carregada de sentimentos, sobre essa imagem. Logo, cada obra do artista não tem uma única explicação.

É preciso tentar entender as simbologias.

 

3.      A linguagem das cores

Van Gogh ficou famoso pelo uso de cores e técnicas de pintura que quebram a ideia de realidade. Suas pinturas parecem o real, mas são, acima de tudo, imagens construídas. E as cores são fundamentais, nesse sentido.

Em obras como A Noite Estrelada, as cores têm um papel fundamental na expressão dos sentimentos do artista. A pintura é carregada de matizes e pinceladas que quebram a ideia de realidade.

Ao mesmo tempo, expressam uma mensagem, pois a forma como essas estão colocadas no quadro é uma mensagem. É uma mensagem sobre o que o artista estava pensando e sentindo.

Logo, a ideia não é simplesmente trazer um cenário, natureza-morta ou retrato humano. É antes, expressar a forma como o artista se relaciona com aquilo, e o que aquilo causa a ele.

Essa interpretação parte da semiótica, ao analisar a simbologia das cores e pinceladas, na expressão de uma mensagem.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

binomo corretora de opcoes binarias ok