Uma das situações mais comuns no mundo profissional é o caso do trabalhador de uma área que, em dado momento, decide começar outra carreira.

Os motivos, nesse caso, podem ser os mais variados possíveis. De uma situação extraordinária (demissões em massa no último emprego) à situações comuns (como aposentadoria), fato é: às vezes precisamos (re)começar um trabalho.

E como fazer isso sem grandes surpresas ou traumas? A primeira dica, claro, é fazer cursos, como os do Pensar Cursos.

Mas há outras coisas para você planejar.

 

1.      Tenha uma reserva de dinheiro

Isso é vital, mesmo se você não for estiver pensando em recomeçar. Pelo menos 3 meses de contas fixas, guardadas em algum fundo de investimento.

Como dissemos, dar uma guinada pode ser motivada por demissão. Logo, ter uma reserva é essencial.

Outra coisa é ter especial cuidado com essa reserva. No seu primeiro mês de guinada, antes de começar a entrar algum dinheiro, provavelmente, você terá de se privar de luxos.

Não tem problema, pense que é provisório. Feche a carteira, e passe para a próxima fase.

 

2.      Não faça mudanças abruptas tão rápido

Sim, pode ser que seja uma demissão, o que vai motivar a sua “guinada”. Mas o que queremos dizer aqui é, não largue um emprego num dia para, no mês seguinte, já começar algo totalmente novo.

Por exemplo, em agosto estar trabalhando como dentista e, em setembro, começar a galgar uma carreira de professor de espanhol.

Sua guinada precisa ser gradual, e precisa começar enquanto você ainda está no seu emprego antigo. Assim, quando você começar o novo negócio, já acumula um pouco de experiência.

 

3.      Estude sobre sua nova carreira

Estudar é fazer nossos cursos, claro. Mas também é entender sobre sua carreira nova, para além da parte teórica.

Imagine que você quer abrir uma confeitaria: estude negócios, culinária, técnicas, gestão de contas… Não pense que seu emprego novo é só fazer bolos, mas sim, embalar eles, criar a estratégia de marketing, conhecer a concorrência…

Pense na sua carreira nova de forma detalhada e detalhista.

Detalhada, no sentido de pensar sutilezas, e prever todos os revezes que podem vir a acontecer (porque eles vão acontecer, tenha certeza).

Detalhista, porque criar um negócio extremamente profissional dá trabalho, então, você não pode parecer um “aventureiro”, alguém que entrou no ramo por puro tédio.

 

4.      Faça contatos

Conheça pessoas que já estão na carreira, e procure entender o que elas fazem e como elas fazem, mas não para copiá-las – e sim para desenvolver sua própria metodologia de trabalho.

Além de cursos, você deve procurar eventos relacionados à carreira, conhecer profissionais e cases de sucesso.

Por exemplo, se você quer começar a produzir roupas ecológicas, precisa estar inteirado nas tendências do mercado da ecomoda, além de conhecer estilistas de sucesso.

Fazer contatos não é “roubar o lugar” de alguém, mas sim, entender as brechas e demandas do mercado, para posicionar a sua marca em um nicho específico.

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original