Nossa saúde depende, em grande parte, de nossa alimentação. Com os recentes estudos de nutricionistas e médicos, nunca, essa afirmação foi mais verdadeira.

Logo, temos buscado soluções às formas de alimentação tradicional de origem europeia, isso é, frituras, carnes e massas, além, claro, do excesso de açúcar.

A alimentação de povos originários americanos, como indígenas amazônicos, nesse sentido, tem sido estudada por muitos nutricionistas, buscando soluções. As dietas de povos asiáticos também têm sido alvo de diversos estudos.

Em ambos os casos, isso se deve ao fato de, nos dois casos, encontrarmos indivíduos com aparência saudável, taxas de óbitos equilibradas, e um percentual mínimo de algumas doenças como infartos.

Ou seja, na alimentação saudável esta a prevenção de muitos de nossos problemas.

Como alinhar alimentação saudável à produção massiva de alimentos é uma questão que cada vez mais empresas colocam. Pois há problemas que enfrentamos, quando vamos pensar em produção de alimentos. Confira.

 

1.      Excesso de frituras

Frituras são uma técnica muito empregada, porque elas deixam alimentos com uma aparência agradável.

Além disso, alimentos fritos ficam mais gordurosos – logo dão uma sensação de saciedade maior. Isso acontece porque um alimento frito absorve uma parte do óleo.

Logo, como substituir a fritura?

Primeiro, trocando a frigideira por assadeiras. Alimentos assados têm menos gordura, principalmente se forem assados sem óleos.

Segundo, optando por óleos mais saudáveis, como de oliva extravirgem, que apresenta bem menos gorduras.

 

2.      Excesso de sal

O sal é um tempero extremamente popular, e o curioso é que nem mesmo a ciência tem muito certeza do porque. A causa mais provável é devido a ele aguçar as papilas gustativas.

O grande problema do sal, é que o excesso dele pode levar a problemas como infartos. Logo, como resolver?

Uma das melhores opções da indústria alimentar tem sido adotar sais mais saudáveis, como o marinho e o rosa.

Além disso, o uso de temperos diferenciados pode servir para compensar o baixo nível de sódio, de um alimento.

 

3.      Excesso de açúcar

Quando falamos em açúcar estamos pensando em diversos tipos de carboidratos de sabor adocicado. Mas, o genérico “açúcar branco” é sacarose, e ela é um tanto problemática.

O consumo excessivo de açúcar é associado a diversos problemas de saúde, o principal deles é a obesidade.

Uma das alternativas que muitas empresas de alimentos têm adotado é o uso de açúcares diferenciados, como mascavo e demerara, apesar de aqui existir o problema dos custos.

Já para a produção de massas e suco, uma alternativa é pelo uso de frutas como maçã e banana, que concentram bastante frutose, e são em si, mais saudáveis.

 

4.      Excesso de farinha

Farinhas são amidos utilizados para fazerem massas, e quando processadas, podem ser extremamente calóricas, pela falta de fibras.

Uma alternativa ao uso delas, é com biomassas, isso é, massas feitas a partir de frutas como bananas e legumes como batata doce.

Outra opção passa por utilizar farinhas integrais.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original