Empreender significa formar o próprio negócio; construir uma carreira, a partir de sua ação particular, buscando independência e criatividade.

Para muitas pessoas, empreender tem significado mais do que apenas passar da condição de patrão, para a de chefe. Para algumas pessoas, empreender significa ter um emprego, uma vez que a crise econômica desencadeada pelo coronavírus, em 2020, fechou milhares de postos de emprego.

Assim, muitas micro e pequenas empresas foram fundadas, desde meados de 2020. A grande questão é que nem todas deram certo. Por quê? O que levou alguns desse novos empreendimentos a fecharem as portas?

São erros substanciais, que empreendedores mais afoitos assumem, apenas por terem muito desejo de empreender, mas pouco estudo nesse campo.

Então, veja quais são os cuidados que você precisa ter, na hora de empreender.

 

1.      Não estudar o mercado

Estudar o mercado significa duas coisas: primeiro, conhecer o serviço ou produto que você está comercializando; segundo, conhecer a concorrência.

O exemplo clássico, nesse caso, é o de abrir uma pizzaria em um tradicional bairro de família: é quase impossível você sobreviver nesse negócio, porque a concorrência é enorme. Mais até: muito provavelmente, já existem tops of minds nesse nicho. Enfrentar eles é um desafio gigantesco.

Logo, se você quer empreender, primeiro de tudo é estudar o mercado e o que será ofertado. Só tome riscos, nesse sentido, se você tiver um diferencial realmente inovador.

 

2.      Não ter uma reserva emergencial

Um erro de muitos empreendedores é o de investir pesado no negócio, sem um fundo de reservas, para situações extraordinárias.

Isso é, ter algum dinheiro, se as coisas não estiverem indo tão bem. Até porque, provavelmente, o lucro não será imediato.

Logo, você precisa se sustentar, e sustentar seu empreendimento, enquanto não firma um nome e reconhecimento. Ter uma reserva para fazer aplicações sazonais.

Dívidas e inadimplência são o primeiro passo para a falência de qualquer empresa.

 

3.      Não investir em publicidade e comunicação pessoal

Investir em publicidade não é um gasto vazio. É, na verdade, vital para a sustentação da empresa. As pessoas precisam saber que o seu negócio existe, e divulgar nas redes sociais (normalmente) não é o recurso mais eficiente.

Você precisa de anúncios. Contrate uma empresa de publicidade, mesmo que seja um investimento baixo. Qualquer publicidade paga já é melhor do que nenhuma.

Outro recurso é a comunicação pessoal. isso é, a divulgação do seu negócio no “boca a boca”. Incentive seus consumidores a fazerem isso – e faça, você também.

 

4.      Não desenvolver melhorias nos produtos e serviços

Outro erro muito comum em empreendimentos é estagnar o serviço ou produto, isso é, não apresentar nenhuma inovação.

A melhor forma de você crescer é ampliando seus negócios. Incluindo novos serviços, novos produtos, novos formatos.

Você pode manter os anteriores, se eles estiverem funcionando. Porém, com novidades, você atraia mais consumidores, pois faz com que os clientes se interessem em experimentar coisas novas.

Assim, você agrada tanto aos clientes antigos, quanto aos novos.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original