binomo corretora de opcoes binarias ok


 

Quando lembramos da escola, e das matérias dela, é muito comum que uma imensa parcela de pessoas reclame da Matemática.

É comum ouvirmos coisas como: “Matemática é muito difícil”; “misturar letras e números causa confusão”, entre outras coisas.

E de fato, a Matemática tem um grau de abstração que exige um raciocínio diferente, por exemplo do raciocínio da gramática.

Entretanto, o problema não é a Matemática. É a forma como ela é estudada. A Matemática tem menos subjetividade do que, por exemplo Literatura.

Logo, por que alguns alunos terem tanta dificuldade com essa matéria? Veja aqui 4 problemas mais comuns.

 

1.      Memorização pura e simples

Memorizar é vital. Sem guardar as fórmulas na memória, sem ter as teorias “na cabeça”, você não consegue fazer uma conta. Entretanto, uma fórmula não faz sentido, se você não souber como, e porque, usar ela (e não outra) em um problema.

Ou seja, aqui também tem uma subjetividade: a sua. É necessário ter pensamento crítico, diante de um problema, para saber o que está sendo perguntado, e como responder à pergunta.

Porém, você precisa entender os motivos que um problema usa de uma fórmula – e não outra. Como aquela fórmula ajuda você a chegar numa resolução, quais são as etapas…

Isso é o famoso “Pensamento matemático”, e pode ser aplicado a todas as matérias.

 

2.      Não fazer exercícios variados

Fazer exercícios de matemática é cansativo, para algumas pessoas, logo, essas fazem poucos exercícios. Um erro.

Para você aprender bem a matéria, repetir as fórmulas em diferentes situações é vital. Isso é: você precisa fazer diversos exercícios daquela matéria.

Não simplesmente aplicar a fórmula, mas buscar questões com contextos diversos, nas quais usar a fórmula é o que ajudará a resolução.

Ou seja, fazer questões diversas, para você aprender como usar uma fórmula matemática, em diferentes situações-problema.

 

3.      Não tirar dúvidas

O grande problema que alguns professores enfrentam é não saber se o aluno entendeu, de fato, a matéria. e isso acontece porque… O aluno simplesmente não quer perguntar.

Ele prefere aceitar que “a solução é porque é”, e seguir adiante. Isso nada mais é do que o velho “decorar pra prova”. E apenas “decorar” não ajuda em nada, quando aparecem matérias relacionadas – ou quando a situação problema muda.

Quando você estuda, precisa questionar o desenvolvimento da solução de um exercício, até que você entenda por que uma questão saiu de um ponto A, para uma resolução B.

 

4.      Estudar apenas na véspera das provas

Estudar no dia anterior da prova é importante. Porém, se você deixar seus estudos, apenas, para a escola e para aquele dia, sua aprendizagem será deficitária.

Você precisa estudar continuamente, para acostumar seu cérebro àquela fórmula, e para ir treinando e entendendo possibilidades de solução, em diferentes problemas

Isso não acontece de um dia para o outro. É algo que leva tempo, e deve ser feito em períodos alternados – para você internalizar o conteúdo, após uma sessão de estudos.

Veja Também:

Veja o que é sucesso na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

binomo corretora de opcoes binarias ok