Um dos grandes problemas de morar em condomínios é a relação de custos, que precisam ser divididas entre todos os condôminos, os moradores.

Há luz, água, manutenções das mais diversas, faxina, salário dos funcionários… Custos de não são evitáveis (e alguns, como os salários, nem devem ser).

Por vezes, ainda, acontecem imprevistos, e a conta mensal vai lá para as alturas. Infiltrações, ou desgaste de equipamentos eletrônicos são os gastos mais elevados e comuns. Eles inflam uma conta de condomínio, consideravelmente.

E os moradores, claro, reclamam. Mas será que há formas de reduzir os custos no condomínio?

Se você é um síndico profissional (empregado de uma empresa de administração condominial), deve saber que sim. Se você não é, aprenda aqui 4 maneiras de reduzir custos.

 

1.      Painéis solares nas paredes onde bate sol

Painéis solares não são tão baratos, isso é fato. Em compensação, eles diminuem, em muito, o valor de uma conta de luz, principalmente, quando ela um ambiente de grande circulação de pessoas, por exemplo, as áreas comuns de um condomínio.

Logo, essa pode ser uma boa alternativa para reduzir custos na mensalidade – ou para redirecionar as verbas, para algo mais útil. Painéis solares podem ser usados para gerar energia elétrica, aquecer ambientes entre outros.

Para condomínios com bastante espaços abertos, há uma grande vantagem, nesse sentido, porque os painéis podem ser instalados em diversos espaços.

 

2.      Forragens ou arbustos nos jardins

Um problema de condomínios pode ser o jardim. Algumas vezes, decoradores e paisagistas podem preferir plantas exóticas, que crescem em demasia, ou exigem muitos cuidados.

Para evitar esses custos, se os condôminos não se importarem, prefira forragens. Plantas que não cresçam demais ou gramas de manutenção simples (de forma que mesmo o zelador ou um morador que se interesse ou voluntarie) são uma opção.

Além disso, o uso de água, nesse tipo de gramado costuma ser menor, o que reduz, consideravelmente, a conta final.

Já, se você quiser algo mais vistoso, uma boa opção pode ser arbustos pequenos, que visualmente enchem os olhos, e exigem menos manutenção.

 

3.      Menos água com faxinas à seco

Muitas vezes, o uso de água nos condomínios pode ser reduzido, ao se adotarem faxinas secas.

Faxinas secas são aquelas com vassouras e aspiradores. A faxina com água pode ser feita apenas uma vez por semana, e nas primeiras horas do dia, quando há menos calor, logo, menos evaporação – ou seja a água se torna mais eficiente.

Além disso, áreas como garagens e quadras não valem o gasto de água, porque são áreas de grande circulação, e muito sujeitas a poeira da rua. Logo, basta uma varrida.

 

4.      Lâmpadas de LED brancas e paredes claras

Uma das formas mais eficientes de iluminar ambientes é com lâmpadas brancas e paredes pintadas de cores claras. E no caso das lâmpadas, prefira as de LED, com mais potência.

Ambientes com paredes com pinturas claras (ou mesmo brancas) ficam bem mais iluminados, assim, economizando na instalação mais lâmpadas.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original