Uma das opções de jornada profissional mais popular que há, no Brasil, é a da formação tecnóloga. Muitas vezes, a formação técnica é o que garante a ascensão social de jovens vindos de contexto vulnerável. Para outros o emprego técnico costuma ser o primeiro, e, o salário, seja ele qual for, já possibilita pagar uma graduação.

E as opções, justamente, são variadas, indo de um tradicional curso de eletrônica, até o inovador curso de desenvolvimento de sistemas.

Outra questão relevante acerca dos cursos técnicos é o fato de que eles, longe de limitar, permitem que o formado, posteriormente, se especialize em subáreas ainda mais específicas. Logo, um curso técnico não é, necessariamente, a formação definitiva de alguém.

Certamente, porém, vai ser a primeira.

E quais são s cursos mais valorizados e procurados no mercado? Confira:

 

1.      Eletrônica e Tecnologia da Informação

Um dos cursos técnicos mais tradicionais é o de eletrônica, pois com ele, é possível encontrar uma ampla gama e variedade de trabalhos.

Já o curso de Tecnologia da Informação, é o que envolve alguns dos aparelhos e equipamentos mais importantes da atualidade.

Ambos estão ligados, pela tecnologia, mas têm diferenças substanciais. De qualquer forma, pessoas com essas formações encontram, com relativa facilidade, emprego em ambas as áreas.

Além disso, há empresas especificamente de tecnologia da informação, como o caso de empresas de serviço de telefonia e internet.

 

2.      Logística

Outra área profissional que sempre é muito requisitada, é a do profissional da Logística. Isso porque, essa área envolve estratégias de planejamento e manutenção de sistemas organizacionais.

Áreas como transporte, manutenção, armazenamento e distribuição de produtos se utilizam de ações logísticas para que essas aconteçam com dinamismo e praticidade.

Outra vantagem, nesse caso, é que o tecnólogo em logística pode, em uma graduação em Administração ou em Logística, mesmo, progredir em sua carreira e posto.

 

3.      Enfermagem

Tecnólogos em enfermagem desempenham milhares de tarefas em hospitais em qualquer nível. De tarefas simples, como organizar uma triagem e preencher fichas de pacientes, até monitorar o estado de pacientes de UTI.

A principal diferença de um tecnólogo para um enfermeiro, com graduação, é principalmente no nível de profundidade e complexidade do trabalho.

Porém, sem a menor margem de dúvida, é correto afirmar que a jornada de um hospital ou clínica médica é, quase impossível, sem tecnólogos e técnicos em enfermagem.

 

4.      Serviços Jurídicos

Um curso para quem se interessa pela parte legal (e burocrática) de empresas e demais serviços. O Brasil é um país extremamente burocrático. Logo, há uma grande demanda de trabalho para juristas.

Assim, um técnico em serviços jurídicos encontra trabalho junto a advogados, repartições, setores legais de empresas e demais órgãos que demandem intermediação jurídica.

 

5.      Contabilidade

Uma área que emprega bastante é a de contabilidade, seja como contador, seja como tecnólogo.

Escritórios contábeis lidam, com serviços das mais diversas complexidades. Há dos mais básicos, como declarações de IRF e produção de livro-caixa, até aqueles que demandam especialização, como auditorias externas.

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original