binomo banner


 

Uma das partes mais importantes de provas como ENEM e provas de concursos é a redação. Isso porque, diferente das questões de múltipla escolha, onde apenas 1 alternativa vale, aqui, o candidato pontua pela qualidade do texto.

E há muitas formas de se aprender a escrever bem. Treinar é uma delas, sem dúvida. Ler bastante é outra forma.

Porém, o que podemos ler para aprimorar nossas habilidades textuais?

Textos de ensaio, com certeza, mas além deles, textos de literatura, pois a literatura, por ser um gênero que se propõe a ser uma obra de valor estético, ensina diversas formas de exprimir ideias com originalidade e criatividade.

Dentro da literatura, por sua vez, um dos gêneros que pode melhor auxiliar na escrita de ensaios é… A literatura de terror!

Sim, um bom texto de terror nos prende, dá argumentos para a sua construção de ideias e usa algumas estruturas que são essenciais para uma boa escrita. Confira:

 

1.      Discuta o lugar-comum de uma ideia

Muitas historias de terror, como as de Poe, Lovecraft e King partem de lugares-comuns, ou seja, ideias que parecem clichês. Isso facilita, porque, na hora de criar o estranhamento necessário, o autor vai desconstruindo o óbvio,

Esse é um bom modo de você fazer seu texto argumentativo. Comece falando ideias gerais sobre um tema, para depois você começar a desconstruir elas.

Dessa maneira, você dá a seu texto originalidade. Surpreenda o leitor com novas perspectivas sobre algo que é comum e repetitivo.

 

2.      Fundamente seus argumentos

Personagens de historias de terror sempre constroem suas ideias e opiniões a partir de argumentos. Ou seja, o fantasma não aparece simplesmente, mas aparece devido a motivos que levam ele a aparecer. Os monstros não agem por agir, têm suas razões.

Faça isso com seus argumentos. Não apresente apenas resultados, mas desenvolva seu raciocínio, para chegar até eles. Narradores de historias de terror defendem sua visão sobre os fantasmas dessa forma: com pontos e contrapontos.

 

3.      Crie textos com emoção

Fundamentar suas ideias é essencial. mas isso não precisa ser algo frio e insensível. Procure dar emoção ao seu texto.

Narrativas de terror procuram despertar nossas emoções. Narrativas como as de Poe trazem personagens com emoções profundas e seus atoes, mesmo os mais racionais, são sempre marcados por sentimentos que motivam as ações.

Defenda pontos e contrapontos usando adjetivos que evoquem os sentimentos do leitor. Dessa forma você cria empatia com ele nos argumentos favoráveis à sua ideia central, e antipatia nos argumentos contrários a ela.

 

4.      Não resuma seu caso logo no início

Textos de terror são estruturados a partir de uma construção desenvolvimento de ideias. Isso significa que a história e os acontecimentos relativos a ela não são expostas todas de uma vez – mas aos poucos.

Conduzir seus argumentos e o desenvolvimento do seu texto, vai fazendo com que, aos poucos, a ideia seja assimilada pelo leitor.

Claro que, nesse ponto, argumentos bem estruturados são essenciais.

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original