Quem dá aula para crianças pequenas sabe que lidar com esse público não é tarefa fácil. Existem muitas questões acerca do desenvolvimento infantil, mas uma delas é uma verdade incontestável: frequentar a escola desde os primeiros anos só traz vantagens.

Contudo, que tipo de educação uma criança, ou mesmo um bebê, precisa (ou pode) receber? Sobre isso, há diversas perspectivas, nenhuma totalmente certa ou errada, pois um plano de ensino é uma concepção sobre sociedade, antes de tudo.

Logo, antes de pensar em como fazer um plano de ensino de primeira infância, a primeira pergunta a se fazer é: que tipo de sociedade você quer? Que tipo de pessoas você quer formar.

Diante dessas perspectivas, é possível pensar sobre a educação infantil. Mesmo assim, há alguns mitos sobre essa modalidade de ensino, seja ela da perspectiva que for.

Você sabe que mitos são esses? Confira:

 

1.      Brincar não é ensinar

Um dos priores mitos, porque o ensino até os cinco anos de idade é, essencialmente lúdico. E com bebês de até dois anos, a brincadeira é inevitável.

E brincar é, sim, ensinar.

Por meio de brincadeiras, as crianças aprendem valores universais, como empatia, paciência, respeito, ordem (no sentido de organização cronológica), entre outros.

Então, faça planos de ensino com brincadeiras. Faça a escola infantil parecer uma grande brincadeira.

 

2.      Você tem que falar com “voz de criança”

Não. Você pode falar como um adulto, com uma criança. A única diferença, nesse caso, é que você precisa adaptar suas palavras, bem como a forma como você fala.

Mas não simule uma forma de falar, ou um tom de voz, que não seja seu. É importante que a criança ouça vozes “de adulto”, para ela ir aprendendo palavras, construções linguísticas, e, inclusive, ir aprendendo sobre intencionalidade de fala (isso é, o que o tom da voz expressa).

 

3.      Não dá para ensinar coisas pra bebês

Mentira, que soa até cruel, porque a verdade é que bebês aprendem muito rápido. A questão é que eles aprendem coisas que nós já naturalizamos.

Por exemplo, segurar coisas. Levar copos à boca. Abrir caixas. Alternar os movimentos dos dedos.

Não são coisas que parecem “ensinamentos”, mas são ensinamentos que, de uma forma ou de outra, o bebê aprenderá. Porém, é será bem mais rápido para seu desenvolvimento, se ele aprender orientado por um adulto.

 

4.      Não se pode ensinar as letras para crianças pequenas

Crianças podem aprender as letras tão logo elas queiram. A questão é que elas não podem ser cobradas a ler, antes de certa idade. Porque o desenvolvimento cognitivo dessas habilidades (ler, escrever) não acontece tão rápido.

Além disso, se você faz sua aula de educação infantil, exclusivamente, um espaço de alfabetização, deixará outras potencialidades de fora.

O ideal é alternar os vários conteúdos.

 

5.      Homens não podem ser professores polivalentes

Mito machista. Homens podem ser professores de educação infantil, tanto quanto mulheres. Basta ter feito Pedagogia, e ter a sensibilidade para lidar com bebês e crianças pequenas.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

Abrir Chat