Quem gosta de fazer exercícios físicos, provavelmente, treina ou já treinou alguma arte marcial, as ditas lutas.

Das mais populares – como Caratê, Capoeira ou Judô – até as menos praticadas como – como a pouco conhecida Arte Marcial Russa –, o fato é que lutas são populares entre aqueles que gostam de esportes intensos.

Tanto para autodefesa, quanto para melhor condicionamento físico, uma arte marcial é um exercício de impacto.

Entretanto, lutas oferecem benefícios mesmo àqueles que preferem atividades menos intensas, pois elas podem ser praticadas sem a rapidez e combatividade original.

E você sabe quais são esses benefícios? Confira:

 

1.      Artes marciais ensinam o autocontrole

Uma das principais lições de artes marciais de qualquer tipo é o ensino do autocontrole. Isso é, o fundamento de uma luta se baseia em modular sua força, controlar sua emoção, entender a situação, e aprender a aguardar o momento mais adequado para agir.

São potencialidades essenciais para um ambiente de trabalho, seja ele qual for. Para a vida pessoal, também são elementos que podem fazer toda a diferença.

Logo, pessoas que precisam aprender a gerenciar a própria vida podem encontrar formas e soluções, nas artes marciais. Mesmo treinos menos intensos (ou sem intensidade) já ensinam tais habilidades.

 

2.      Artes marciais ensinam a ter autoconhecimento

Autoconhecimento é a chave para você entender o que te faz bem ou mal, e, dessa forma, para entender o que você deve fazer ou não, em cada situação.

Para o autoconhecimento, há diversos caminhos, e um deles pode ser pelas artes marciais. Quem treina aprende uma série de estratégias e movimentos; também, a lidar com emoções, pois o medo e a ansiedade estão presentes em uma luta.

Além, claro, dos limites do próprio corpo. Pessoas de pesos diferentes, treinando uma mesma luta, têm noções diferentes sobre como o próprio corpo lida com cada situação.

 

3.      Artes marciais ensinam a ter respeito

Em uma academia de artes marciais, muito provavelmente haverá pessoas de diferentes níveis de conhecimento e habilidade.

Isso não significa que os menos hábeis devam ser menosprezados. Ao contrário, pessoas de diferentes níveis, juntas, garantem que o treino seja mais proveitoso.

Quem sabe mais aprende, ao ensinar. Quem sabe menos, aprende, enquanto ensina os mais graduados (a ter paciência, calma etc.). Ou seja, artes marciais ensinam tolerância e respeito.

Sem esses valores, qualquer relação social se torna impossível. Logo, se você busca entender como lidar (pacificamente) com os outros, talvez as lutas sejam um caminho.

 

4.      Artes marciais ensinam estratégia

Sobre isso não é preciso dizer muita coisa. Uma luta consiste em vencer um oponente, seja pela imobilização, seja pela pontuação, seja por simplesmente retirar o outro do campo.

A ideia, enfim, é simples: atingir um objetivo. Para tanto, há uma série de estratégias (golpes e movimentos) visando a vitória.

E isso pode ser levado para a vida empresarial, é claro.

 

5.      Artes marciais são um exercício físico

Lutas dão condicionamento físico, melhoram a saúde física e mental e queimam calorias!

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original