binomo corretora de opcoes binarias ok


Umas das ferramentas de comunicação mais eficazes dos últimos anos é o WhatsApp. O aplicativo permite enviar mensagens de texto e áudio, fazer ligações telefônicas ou de vídeo, compartilhar arquivos e criar grupos de trabalho – ou mesmo fazer reuniões com esses grupos.

Em outras palavras, é um aplicativo que parece ter sido feito para atender empresas. E de fato, atende elas com bastante sucesso. Mas também a pessoas em sua vida particular.

Porém, o WhatsApp pode ser uma ferramenta extremamente nociva. Por quê? Porque a impessoalidade de algumas mensagens passa a sensação de que lá é um lugar “livre”.

Você sabe o que evitar, para fazer bom uso do “zap” no trabalho?

 

1.      Só envie textos

O uso de recursos gráficos – isso é, as famosas figurinhas e emojis – passa a sensação de informalidade, algo distante do que é esperado, em uma relação profissional.

E em grupos de família ou amigos, não há o menor problema nisso. No grupo de trabalho, todavia, prefira se limitar a textos. Figurinhas, GIFs e afins podem ser lidos de maneira ambígua.

 

2.      Não envie mensagens longas, se elas não tiverem objetivos específicos

Mensagens longas não são lidas, de maneira geral. Salvo quando a pessoa que as enviou manda, também, uma curta, resumido, a maioria das pessoas de um grupo de trabalho de WhatsApp faz leitura dinâmica – muitas vezes, precipitada.

Então, não mande textos extensos, seja para seus funcionários, seja para seus chefes. Se for o caso, faça isso ser um acontecimento excepcional.

Mas não a regra.

 

3.      Não discuta termos de trabalho

Discutir termos de trabalho via WhatsApp é uma ótima oportunidade para umas das partes envolvidas juntar indícios, para um futuro processo trabalhista.

Por quê?

Porque no WhatsApp as mensagens podem soar ambíguas. Dependendo do horário, podem ser usadas para indicar que houve “hora extra”, ou atribuições que não fossem da instância do funcionário, entre outras.

Nunca sabemos o dia de amanhã. Uma coisa é certa: um bom advogado trabalhista saberá usar mensagens de “zap” ao seu favor.

 

4.      Não faça acordos no privado

A pior coisa que um chefe pode fazer é mandar mensagens privadas de WhatsApp para seu funcionário, com exigências, termos, ou demais requerimentos profissionais. E a pior coisa que o funcionário pode fazer é debater essas mensagens.

Os termos de trabalho de uma empresa devem ser, sempre, às claras. E nunca por mensagens privadas de WhatsApp, do contrário, surgem brechas para um processo legal por intimidação, assédio moral ou outras tantas situações.

Se você precisar falar com seus funcionários (ou chefes), faça no presencial – e com demais funcionários testemunhando os acordos.

 

5.      Não envie documentos e arquivos

Você até pode enviar documentos e arquivos pelo WhatsApp. Porém, é vital que você envie pelo e-mail, também.

Por ser um aplicativo de celular, algumas pessoas não vão baixar o arquivo, nem vão ler ele. Logo, seu envio terá sido em vão.

O WhatsApp é, acima de tudo, um canal de mensagens.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

binomo corretora de opcoes binarias ok