binomo banner


 

Embora essa pergunta do título pareça algo simples, a verdade é que muitos empreendedores não sabem como começar a empreender. Alguns aprendem, mas apenas depois que suas primeiras empresas faliram.

Porque a verdade é que abrir um negócio não é simplesmente ter um produto e uma página nas redes sociais.

Há uma série de ações de planejamento estratégico a serem executadas, antes de você lançar seu produto e registrar seu CNPJ. Sem elas, as chances de você se perder no caminho são enormes.

 

1.      Tudo começa com uma ideia: o que você quer fazer?

Para você abrir um negócio, primeiro, é preciso saber o que você quer fazer.

Escreva sua ideia inicial, como um texto, sem se preocupar com qualquer formato, teoria ou finança.

Simplesmente escreva o que você quer fazer, para que essa ideia seja um objetivo a ser alcançado. Esse texto vai ajudar a definir objetivos, metodologias, falhas iniciais, etapas.

Para fazer qualquer percurso profissional, primeiro, você precisa entender onde é que você quer chegar.

 

2.      Conheça o mercado

Qualquer que seja a sua ideia, provavelmente alguém já fez antes. Aliás, hoje em dia, é quase certo que alguém já fez antes.

O exemplo clássico, em São Paulo, talvez seja o das pizzarias. Existem milhares delas, e muitas são negócios regionais. O empreendedor decide abrir uma, sem se dar conta de já existirem outras.

Não cometa esse erro. Conheça o mercado, conheça a concorrência, estude tendências, participe de feiras e congressos, converse com profissionais da área.

E esteja pronto para ser surpreendido.

 

3.      Se planeje financeiramente

“Investir” significa aplicar seu dinheiro. Começar um negócio é isso: aplicar certa quantia em uma empresa, e buscar formas de obter retorno e lucro.

Para tanto, vale procurar investidores externos, fundos de investimento e crédito bancário…

Porém, faça tudo com as contas na ponta do lápis, e não crie mais dívidas do que você possa arcar, depois. “Dar tudo errado” é uma possibilidade, se você está começando.

 

4.      Faça contatos

Seja para apoio financeiro, técnico, teórico ou moral, uma rede de contatos bem consolidada é importante.

Da parte financeira, acho que resumimos tudo acima.

Já o apoio técnico e teórico servirá para você aprimorar sua ideia, seu negócio, seu produto, além de começar a atrair a atenção de pessoas “do meio”.

 

5.      Defina um cronograma de curto e médio prazo

Um cronograma com objetivos a curto e médio prazo ajudará você a entender o que precisa ser feito, nos primeiros meses de seu negócio.

Esses primeiros meses são essenciais para você conseguir fazer um balanço inicial, ver os primeiros resultados, planejar os passos seguintes e demais ações.

 

6.      Lance alguns produtos-padrão

Para você começar, é preciso ter o que oferecer. Então, mesmo que a sua ideia seja inovar, comece com produtos (ou serviços) padrão.

Lembrando que “Padrão” não significa qualidade inferior, mas sim “comum”.

Esses vão servir para você ter seus primeiros clientes, começar a firmar sua marca e para você ter uma recuperação inicial do dinheiro investido.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original