binomo corretora de opcoes binarias ok


 

Item essencial para quem busca um emprego, um currículo não é um tipo de documento tão difícil quanto parece. Por outro lado, ele também não é um arquivo tão simples.

Isso porque, às vezes, não sabemos como colocar nossas informações pessoais de forma clara, concisa e, ainda assim, interessante.

Afinal, o currículo precisa ter esses três pilares: clareza, concisão e atrativos.

Um currículo com informações confusas é logo dispensado. Já um currículo muito longo, provavelmente, também será pouco lido. Já um currículo “comum” não vai se destacar em vagas que exigem um “algo a mais”.

E claro, esse “algo a mais” não significa mentir (isso é uma armadilha que queima o nome de qualquer candidato).

Então, como fazer um bom currículo?

Confira algumas dicas!

 

1.      Não saia muito do comum

Muitas pessoas têm feito currículos com aplicativos de edição de imagens, com detalhes, e letras e cores.

Essa opção é um pouco arriscada, porque deixa de lado o principal: quem é você e qual é sua capacitação.

Se você não souber moderar a criatividade, prefira um arquivo simples, com letras tradicionais (Arial ou Times), separadas por tópicos numerados.

 

2.      Destaque seu nome

A parte principal de um currículo é o seu nome completo. Se você chama simplesmente “João da Silva” ou se tem cinco sobrenomes, seu nome vem primeiro, e com uma letra maior do que as seguintes (mas não uma letra gigante).

Abaixo, coloque seu endereço e informações de contato.

 

3.      Devo usar uma foto?

Talvez. Se você colocar uma foto muito séria, olhando diretamente, isso pode parecer meio desafiador. Já uma foto em pose muito descontraída passa, ao contrário, imagem de descompromisso (com sua vida profissional).

Na dúvida, evite. Mas se você quiser, use uma foto do rosto, com fundo claro e roupas casuais.

 

4.      Qual é a formação mais antiga?

Se você está buscando o primeiro emprego, ou mesmo um cargo de jovem-aprendiz, coloque sua escola do ensino médio.

Quando você entrar na faculdade ou curso técnico, tire a escola, a não ser que seu colegial tenha sido em um colégio de renome nacional. Se você fizer mestrado ou doutorado, acrescente, mas sem excluir a graduação.

Como subseção (formação complementar), você coloca cursos de especialização, extensão, e os da Pensar cursos.

 

5.      Objetivo

Seja direto: fale qual cargo você almeja.

 

6.      Quantos empregos colocar?

Se você é uma pessoa que trabalhou em milhares de lugares, coloque apenas os seus últimos dois cargos – incluindo o atual, se for o caso.

A ideia é você falar o que tem feito, profissionalmente, nos últimos anos, e não durante toda a sua vida, salvo se as experiências anteriores tenham sido em lugares renomados.

 

7.      Hard skills e soft skills

Cada vez mais em voga, a seção de soft skills é o lugar onde você coloca suas habilidades interpessoais (trabalho em equipe, liderança, proatividade etc.) Não exagere, senão seu empregador vai desconfiar.

Já as hard skills são as habilidades adquiridas em cursos (Excel avançado, Inglês instrumental etc.).

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

binomo corretora de opcoes binarias ok