Um dos maiores medos de todos os profissionais é no que se refere a erros no ambiente de trabalho. Uma falha, às vezes, pode decidir o futuro de um projeto, o andamento de uma pesquisa ou mesmo, a vida de alguém. Logo, profissionais competentes sempre procuram dar o seu melhor, para evitar erros.

Porém, erros acontecem. Alguns, como listamos acima, podem ser bem graves. Outros, podem ser coisas pequenas.

E são esses erros pequenos, aquele que vamos cometer mesmo com muita atenção, porque errar faz parte. Estamos sempre crescendo como profissionais.

Então, não precisamos pensar nesses erros pequenos pelo viés da culpa. Um erro só é “erro” se você não aprendeu nada com ele, diz a sabedoria popular, não é mesmo?

Assim, como lidar com eles? Como trabalhar a questão do “erro” sem traumas? Confira 6 dicas.

(Lembrando, aqui falamos de coisas pequenas)

1.     Entenda o que deu errado

Entenda o que aconteceu, que fez você errar. Porque você fez aquilo, daquela forma, seguindo aqueles passos. Entenda porque o resultado final foi aquele e, porque ele não deveria ser daquela forma.

O mais importante, quando acontece um erro, é entender o problema tanto como um todo acabado, quanto como um processo de ações de práticas. Analisar a situação por embas as óticas vai ajudar você a não repetir ela.

2.     Peça ajuda

Muitas vezes, erramos por medo de sermos julgados. “Ele não consegue nem fazer aquilo? Que tipo de profissional é esse?” vão dizer pessoas maldosas.

Mas deixe-as de lado, e lide com esses comentários com franqueza e honestidade: ninguém nasce sabendo, e você só aprenderá a fazer corretamente, se alguém ensinar.

Você pode aprender sozinho? Claro, no YouTube há tutoriais de quase tudo, que se possa imaginar.

Porém, nem sempre esses tutoriais vão ensinar de forma clara, ou eficiente. Além disso, a experiência de uma pessoa é diferente da de outra. Ouvir a ambas faz toda a diferença.

3.     Admita seu erro

Insistir que seu erro é mera “questão de perspectiva” (nos casos em que ele é claramente um erro) é uma forma de orgulho que não vai te levar para lugar nenhum.

Admitir que você errou é o primeiro passo, para repensar atitudes, gestos e procedimentos.

4.     Estude ocorrências semelhantes

Nem sempre (aliás, provavelmente, nunca) o seu erro é novidade. Então, a melhor forma de lidar com ele é procurando ocorrências anteriores, semelhantes.

Descubra esses casos e estude eles. Se possível, converse com os envolvidos. Entenda como eles resolveram isso, para você aprender com eles.

5.     Seja humilde

Você errou por várias questões. Ponto.

Não precisa compensar seu erro, se vangloriando de outras coisas. Simplesmente aceite que você errou pelos motivos tal e qual, e aprenda com eles.

Ser humilde é um valor importante.

6.     Proponha formas de repetir novas ocorrências

Use sua experiência de erro na situação, e proponha atitudes para evitar que outras pessoas venham a enfrentar esse problema, também.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original