binomo corretora de opcoes binarias ok


 

Um dos maiores dramas de músicos independentes (aqueles que não têm contrato com grandes produtoras) é promover seu trabalho. Como se fazer ouvir? Como ser descoberto?

Os caminhos para isso não mudaram tanto, desde que a indústria da música gravada começou, nos princípios do século 20: ele passa, necessariamente, por fazer shows, onde quer que seja possível, no começo.

Mas não apenas. Hoje em dia, a difusão e consumo da música acontece de diversas formas, para além do “ao vivo”, e as redes sociais são fundamentais, nesse sentido.

Entretanto, a ideia aqui vai para além de lives ou vídeos no YouTube.

Se você quiser saber mais, leia nosso artigo, e se prepare para ser o compositor da próxima trend do momento!

 

1.      Descubra seu nicho

Descobrir seu nicho é essencial, se você quiser trabalhar com música. Nicho, aqui, pode ser traduzido como gênero: rock, jazz, low-fi, música regional, sertanejo…

A ideia de um “artista versátil” funciona com pessoas que já tenham fama.

No início, escolha o seu gênero, e foque nele. Será uma forma de você ir criando um público, tornando seu nome conhecido.

Inclusive, experimentar outros gêneros, depois, ajudará o publico a manter o interesse por suas músicas. No primeiro momento, porém, foque em um estilo.

 

2.      Faça vídeos curtos, focando nos músicos

Redes como o Instagram e o TikTok são ótimas, para você divulgar seu trabalho. Para ele funcionar lá, entretanto, você precisa fazer vídeos breves.

Outra coisa, prefira gravar os músicos (ou você com os instrumentos, se você for artista solo). A estética de videoclipes, hoje, funciona apenas para músicos consagrados.

Você se posicionar enquanto performer – isso é, gravando você tocando os instrumentos – ajuda a criar uma sensação de intimidade, afeto e familiaridade com o público.

A performance (a forma como cada instrumento é manejado, a forma como cada música é executada), traz esse diferencial.

 

3.      Faça performances em espaços públicos – e claro, grave elas

Tocar em público é essencial. Porém, não precisa ser em um bar com música ao vivo, ou em um festival independente, apenas.

Esses locais tradicionais ajudam você a ficar conhecido. Mas são restritos: o público ouve, e eventualmente busca sua música depois.

Para você potencializar sua performance, execute suas músicas em outros lugares públicos (dentro dos limites legais, obviamente), grave e divulgue essas performances.

Tocar ao vivo, e fora de um palco tradicional, acrescenta a verve dos ouvintes, à performance. Isso é: a animação do público “contamina” o humor de quem vai ouvir a música depois, no vídeo nas redes sociais.

Consequentemente, esse ouvinte divulga sua música.

 

4.      Interaja com o público

Interagir com o público não é, apenas, postar stories de pessoas que elogiaram seu trabalho. Fazer ações de caráter mais lúdico ajuda, em muito, na difusão de seu trabalho.

E o que seriam essas?

Podem ser vídeos curtos, com uma música dedicada a alguém, vídeos de você atendendo a pedidos musicais (“Toque uma versão da música x”, por exemplo).

Veja Também:

Veja o que é sucesso na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

binomo corretora de opcoes binarias ok