binomo corretora de opcoes binarias ok


 

Um dos trabalhos mais espetaculosos e, provavelmente, mais difíceis de se empregar é o de astronauta. Quantas crianças, fascinadas por filmes de heróis, já não pensaram nessa possibilidade? E quantas de fato conseguiram?

A boa notícia é que ser um cosmonauta é um sonho possível. Apesar de ser extremamente complexo, diga-se de passagem.

Porém, como aqui nós acreditamos no potencial humano, vamos mostrar algumas exigências, com base nos currículos de profissionais da NASA (sigla e inglês para Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço) e do nosso Marcos Pontes!

 

1.      Comece pela Matemática

O primeiro passo para ser um astronauta é se interessar por Ciências Exatas. Isso é, Matemática e áreas correlatas.

Claro que astronautas são, em sua maioria, soldados. A grande maioria dos cosmonautas de todo o mundo (incluindo Marcos Pontes) vêm de uma carreira militar. Porém, mais do que militares, são pessoas com atuação em áreas como Física ou Engenharia.

Logo, o primeiro passo para você se tornar um astronauta é se graduar em um curso como os já citados, ou ainda Matemática, Biologia ou Sistemas de Informação.

Lembrando que no Brasil temos o Instituto de Tecnologia da Aeronáutica, o ITA, uma das instituições de pesquisas tecnológicas mais renomadas da América Latina.

 

2.      Se forme piloto

Outro requisito é ter formação em pilotagem. Afinal, um de seus instrumentos de trabalho será uma máquina de no mínimo 20 metros, cheia de combustível, que vai levantar voo.

Ou seja, você precisa saber pilotar máquinas aéreas, e, mais especificamente, aviões. Em geral, não podem se habilitar pessoas com menos de 1000 horas de voo.

Por esse motivo, reforçamos, embora tenham astronautas civis, é muito mais “fácil” ser um se você for uma militar da aeronáutica.

 

3.      Não descuide da forma

Ser um astronauta exige, também, um condicionamento físico impecável. Você precisa ter no mínimo, 1,50, na maior parte dos programas espaciais mundo afora.

Outro fator é quanto à sua condição física. Sua saúde precisa ser perfeita! Você não pode ter problemas de saúde, precisa aguentar provas de resistência, afinal, sob gravidade zero, as coisas têm outro peso.

 

Além disso, astronautas que ficam muito tempo no espaço apresentam problemas musculares e ósseos. Então, ter uma condição física excelente é o mínimo, para esses reveses não serem tão graves.

 

4.      Tenha uma formação continuada impecável

Além de ter uma ótima graduação, o candidato a astronauta precisa ter uma carreira na área que escolheu, seja ela tecnológica, exata ou biológica.

Então, não basta a graduação. É necessário continuar seus estudos, preferencialmente, em alguma área relacionada às ciências astronômicas, e ter uma atuação profissional nessa área há pelo menos três anos.

 

5.      Fale um inglês impecável (claro!)

Falar várias línguas ajuda qualquer profissional a se destacar. No caso de uma carreira de astronauta, não é diferente.

Porém, se você não tem facilidade com elas, seja, pelo menos, fluente em Inglês. Mais especificamente, no inglês técnico dos cursos de engenharia.

 

6.      Trabalhe na Agência Espacial Brasileira (AEB)

A AEB é a nossa NASA!

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

binomo corretora de opcoes binarias ok