Destinado a preencher 350 vagas em cargos de todas as escolaridades, o novo concurso da PC RJ (Polícia Civil do Rio de Janeiro) teve os editais publicados hoje (23). As inscrições começam na segunda-feira (27).

Estão em disputa postos distribuídos entre seis cargos:

    •  auxiliar de necropsia (nível fundamental);
    •  técnico de necropsia e investigador (nível médio);
    •  inspetor, perito criminal e perito legista (nível superior).

Os salários iniciais variam de R$ 4,6 mil a R$ 9,9 mil. As carreiras exigem dedicação integral, com jornada de trabalho de 40 horas semanais ou por sistema de escala de serviço.

Com base na lei estadual 3.586/01, que regulamenta a estruturação da Polícia Civil do Rio de Janeiro, conheça a seguir as atividades que fazem parte da rotina de cada um dos cargos:

Quais são as funções do investigador?

  • exercer, com autonomia ou sob supervisão, coordenação e orientação superior, atividades de natureza qualificada, compreendendo a execução de trabalhos relacionados ao transporte de autoridades, garantindo-lhes a segurança, a condução de viaturas policiais, ostensivas ou não, a conservação de veículos sob sua responsabilidade, em qualquer órgão da Polícia Civil, bem como, inclusive as emanadas de Oficiais de Cartório Policial e Inspetores de Polícia, investigações e operações policiais, com vistas à prevenção e à apuração de condutas que caracterizem ilícitos penais;
  • executar, quando exigidas a especialidade e habilitação profissional, atividades envolvendo operações em diversos aparelhos de telecomunicações integrantes do sistema de telecomunicações de segurança, zelando por sua limpeza e conservação;
  • executar, quando exigidas a especialidade e/ou habilitação profissional atividades de orientação e execução de trabalhos relacionados à produção de fotografias, inclusive reproduções e ampliações, em locais de infrações penais, onde quer que se faça necessário o emprego da técnica fotográfica na investigação policial;
  • exercer atividades relacionadas à custódia temporária, à escolta e à conduta de pessoas presas nas carceragens e xadrezes policiais;
  • registrar a existência de bens e valores de pessoa recolhidas em unidades policiais;
  • zelar pela higiene, conservação e segurança das instalações carcerárias e xadrezes, preservando a integridade física e a segurança de pessoas recolhidas às suas dependências;
  • promover permanentes inspeções nas instalações carcerárias e xadrezes policiais;
  • providenciar a distribuição da alimentação e. sempre que necessário, solicitar à autoridade policial à assistência jurídica, médica e familiar dos presos;
  • fiscalizar as visitas de pessoas presas quando autorizadas pelas autoridades competentes, impedindo que objetos, aparelhos ou quaisquer instrumentos não permitidos possam ser introduzidos nas dependências destinadas ao recolhimento provisório de presos;
  • dirigir viaturas policiais, em qualquer órgão da Polícia Civil, compatível com suas funções;
  • exercer outras atividades que forem definidas por lei ou outro ato normativo.

Atribuições do auxiliar de necropsia

  • exercer atividades de natureza repetitiva relacionada à remoção, lavagem e asseio de cadáveres, limpeza e conservação de necrotérios, em qualquer órgão da Polícia Civil, compatível com suas atribuições.

O que faz um técnico de necropsia da PC RJ ?

  • exerce atividades de natureza repetitiva relativa à execução de trabalhos operacionais-complementares, na área de anátomo-patologia, abrangendo a realização de necropsia e dissecação de cadáveres, sob supervisão direta de peritos policiais, bem assim conservação do material técnico, em qualquer órgão da Polícia Civil, compatível com suas atribuições.

Quais são as funções do inspetor?

  • exercer atividades envolvendo supervisão, coordenação, orientação e controle chefias de policiais civis, bem como assistência às autoridades superiores em assuntos técnicos especializados e fiscalização de trabalhos de segurança, investigações e operações policiais;
  • exercer a segurança de autoridades, de bens e de serviços ou de áreas de interesse da segurança interna, bem assim investigações e operações policiais, com vistas à apuração de atos e fatos que caracterizam infrações penais;
  • exercer, quando exigidas a especialidade e habilitação profissionais, atividades de natureza repetitiva, compreendendo a execução qualificada, sob supervisão e orientação superior, dos trabalhos laboratoriais, relativos a determinações, dosagens e análises em geral, com vistas à investigação policial, operar radiografias em vivo e em cadáver, para localização de projéteis de arma de fogo ou outros, bem como técnicas histológicas e hematológicas;
  • zelar, quando incumbido de sua guarda, pelo instrumento técnico e científico dos laboratórios de perícias, encarregando-se de sua preparação para exame em geral, limpeza e conservação;
  • exercer, ainda, quando exigidas, no concurso público, a especialidade e habilitação profissionais, atividades de natureza técnica, envolvendo supervisão, orientação e execução de serviços em oficinas ou unidades policiais relacionadas com a função, bem assim a revisão de trabalho de equipes de funcionários de categoria igual ou inferior, além de outras relativas às áreas de informática e de telecomunicações policiais;
  • dirigir viaturas policiais, quando a situação o exigir, em qualquer órgão da Polícia Civil, compatível com suas funções;
  • exercer, quando ocupante da classe Comissário de Polícia, além da assistência às autoridades superiores em assuntos técnicos especializados e fiscalização de trabalhos de segurança, investigações e operações policiais, segurança de autoridades, bens, serviços e de áreas de interesse da segurança pública, investigações e operações policiais, com vistas à apuração de atos e fatos que caracterizam infrações penais, também, a supervisão, coordenação, orientação e o controle de chefias de equipes de policiais civis hierarquicamente subordinados.

O que faz um perito legista?

  • exerce atividade envolvendo supervisão, planejamento, coordenação, controle, orientação e execução de perícias médico-legais, no vivo e no morto, além de exames decorrentes, bem como estabelecimento de novos métodos, técnicas e procedimentos de trabalho, em qualquer órgão da Polícia Civil.

Atribuições do perito criminal da PC RJ

  • exercer atividades envolvendo supervisão, planejamento, estudos, coordenação, controle, orientação e execução de perícias criminais em geral, observadas as respectivas especialidades, bem como o estabelecimento de novas técnicas e procedimentos de trabalho, em qualquer órgão da Polícia Civil.

+++ O JC Concursos disponibiliza mais detalhes sobre os editais, como conteúdo programático e cronograma, na página do concurso da PC RJ

concursos abertosconcursos 2022concursos rj (rio de janeiro)provas anteriores

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original