binomo banner


 

Quem funda uma microempresa não deve cair na ilusão de que seus negócios se fazem apenas com publicidade e personalização de serviços.

Há coisas que todo o microempreendedor deve fazer, que não envolvem diretamente o público.

Estudar novas estratégias de mercado, fazer avaliações internas e fazer balanços periódicos são algumas delas.

Pensar em inovações criativas nos produtos, e avaliar aqueles que não têm tido bom desempenho são outras.

Agora, uma coisa que pouca gente comenta é: conhecer a concorrência em feiras e festivais daquele nicho específico.

Por que você deve frequentar esses lugares?

 

1.      Conhecendo o mercado

Dificilmente alguém investe em um nicho novo. Isso acontece, principalmente, porque quase tudo o que queremos em termos de produtos, hoje em dia, conseguimos.

De alimentos e roupas a produtos do mercado erótico, tudo o que se pode pensar, em termos de consumo, existe em uma versão industrial e em uma versão artesanal.

Logo, conhecer o mercado onde você está é essencial. Você precisa saber o que está sendo feito, para identificar o que não está sendo feito, e então, preencher essa lacuna.

Além disso, trocar ideias com outras empresas, conhecer novas maneiras de fabricar o produto e identificar empresas emergentes é vital.

 

2.      Ampliando seu público consumidor

Se você vai a um festival de outra região que não a sua, o que você está fazendo é expandindo seu público. Serviços de entrega e logística para pequenas empresas são uma realidade.

Logo, porque desconsiderar a possibilidade de vender para alguém de Oiapoque, mesmo você estando em Chuí (para usar um exemplo ilustrativo)?

Além do mais, em feiras e festivais você consegue divulgar suas redes sociais, você gera engajamento ao divulgar fotos e vídeos do evento, e atraí a atenção de clientes antigos.

Ou seja, ir a eventos de nicho é uma forma de investir na imagem da empresa.

 

3.      Conhecendo novas demandas e tendências

Um dos principais ganhos em participar de eventos, como feiras e festivais é você conhecer novas demandas e tendências, naquele nicho de mercado.

Seja vendo o que outros empresários estão fazendo, seja ouvindo a opinião de clientes e consumidores, em eventos, um empresário atendo consegue descobrir os caminhos para o crescimento.

De maneira mais genérica e ilustrativa, podemos pensar no caso em que há um procura por certa variedade do produto em São Paulo, mas os principais produtores estão no Amazonas, por exemplo.

 

4.      Vendas de ocasião

Em uma feira ou festival, além de você divulgar seu trabalho e fazer contatos, existe a possibilidade de vendas de ocasião.

Vendas de ocasião são aquelas que só acontecem em razão de o evento estar acontecendo. Produtores de malhas e vestuário tiram boa parte de sua renda anual, em eventos.

Além disso, promoções e ofertas, oferecidas exclusivamente nesses eventos, costumam atrair consumidores e clientes de ocasião.

Logo, feiras e festivais são uma ótima oportunidade de unir aqueles que querem comprar àqueles que querem vender (ainda que, descontado).

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original