binomo banner


 

Quem começa um negócio sabe que, talvez, o ponto mais difícil seja alinhar a equipe, fazer todos estarem no mesmo ponto, na empresa.

Diante dessa questão, há diversas metodologias de negócios, mas aquela que tem se mostrado mais eficiente nos últimos anos é a da “Cultura Organizacional”.

Se a gente for ao pé da letra, parece algo óbvio – é uma cultura de organização, certo? Quase. É mais do que isso, porque para uma empresa dar certo, é preciso mais do que uma organização geral.

É preciso uma organização específica para o seu modelo de negócio, e esse ponto não é tão óbvio assim. Entenda:

 

“Cultura”: mais do que escritores ou filósofos

Muita gente associa “cultura” à representações estéticas dela, isso é, livros, músicas ou teorias filosóficas. Entretanto, esses ícones são uma ponta de algo muito maior.

Pois “cultura” não se trata apenas de filmes ou livros, mas de todo o conjunto de crenças, ideologias, e formas de pensar sobre a sociedade e seus cidadãos. Logo, quando pensamos em “cultura brasileira” ou “cultura nordestina”, o que a gente precisa ter em mente é essa ideia: um conjunto de atos e visões, regendo a forma de algo.

E no caso de uma empresa, como isso se aplica? Basta pensarmos na principal função social de uma empresa: fazer certo serviço.

Como uma empresa lida com seus colaboradores? Como ela lida com os clientes? Como ela aborda questões delicada?

Tudo isso faz parte da cultura da empresa.

 

“Organizacional”: mais do que uma organização – um direcionamento

Logo, quando falamos em “Cultura organizacional”, o que devemos ter em mente é um código interno da empresa, em relação a tudo que faz parte dela.

O “organizacional” é relativo a organizar as visões centrais da empresa, dentro de eixos de trabalho.

Ou seja, sobre os parâmetros da empresa, que precisam ser seguidos pelos demais funcionários; é uma forma de alinhar opiniões e formas de trabalho, dentro de um fio-condutor da empresa, seja em objetivos, seja em desafios.

É, enfim, essencial, quando vamos pensar em gerenciamento de pessoas e engajamento de funcionários, pois nenhum funcionário trabalha com excelência, caso esse não tenha um norte bem definido.

 

Cultura organizacional: funcionários unidos jamais serão vencidos

Uma empresa sem cultura organizacional definida enfrenta mais dificuldades, quando pensamos em dobrar os lucros de certo período.

Por quê?

Porque funcionários alinhados à cultura organizacional da empresa sabem o que precisam fazer, para atingirem um nível de trabalho de excelência. Não se trata de uma motivação puramente financeira, pois a cultura organizacional não é sobre dinheiro – salvo se a cultura organizacional da empresa for “lucro acima das pessoas”.

E mesmo nesse caso, os funcionários precisam estar cientes desse valor, e precisam estar prontos para fazerem ele se sobressair, na hora de executar projetos.

Se toda a equipe tiver objetivos iguais, conhecer os limites da empresa, dos colaboradores e clientes, e souber até onde podem ir, o sucesso será garantido!

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original