Um dos mais importantes autores de Coaching e Gestão empresarial, atualmente, é Shirzad Chamine, professor em Stanford e Yale e presidente da CTI (Coaches Training Institute) a maior organização mundial de formação de coaches.

E esse autor ficou conhecido pela ideia de “Sabotadores mentais”. Basicamente um “sabotador” é um conceito que atrapalha o desenvolvimento pessoal de um indivíduo, e assim impede que ele utilize 100% de suas potencialidades criativas e executivas.

Você sabe que sabotadores são esses? Confira:

 

1.      O Crítico

O crítico, como próprio nome indica, é um fator mental que impede a apreciação de algo, em sua forma mais plena. Ou seja, um pessimista que sempre vai buscar problemas.

Ser crítico é essencial, mas ser um crítico excessivo só serve para causar stress, raiva e decepção.

 

2.      O Insistente

Insistir para se obter algum resultado é proveitoso. Agora, insistir em um caminho que não oferece novas perspectivas é um erro de muitos gestores.

O insistente é aquele que exige demais de si e dos outros. Um perfeccionista, que cria um clima pesado, e se frustra com facilidade.

 

3.      O Prestativo

Alguém sempre pronto a ajudar aos outros é essencial, em uma equipe. O prestativo, porém, só trabalha pelo outro e para o outro.

O prestativo não consegue negar uma ajuda. Assim, esquece de si mesmo, se desgastando em níveis extremos.

 

4.      O Hiper-realizador

Buscar resultados é vital. Porém, nem sempre eles são possíveis ou positivos. Em uma equipe saudável, isso não é um problema. Em uma equipe com um hiper-realizador, isso é o “fim do mundo”.

Pessoas com esse traço são extremamente frustrados e amargurados.

 

5.      A Vítima

A vítima é aquela pessoa emocionalmente instável. Em situações difíceis, tende a se isolar. Por reprimir sentimentos, ocasionalmente desenvolve ansiedade ou depressão. É vítima, porque tudo lhe fere e afeta.

 

6.      O Hiper-Racional

Alguém Hiper-racional é uma pessoa com dificuldade em lidar com abstrações, como sentimentos ou surpresas. Para essa pessoa, tudo são dados concretos.

Como consequência, tende a ser arrogante, e, diante de coisas que não sabe como resolver, se frustra, entra em crises pessoais.

 

7.      O Hipervigilante

Um Hipervigilante é alguém que está sempre em estado de atenção. Essa pessoa não para de pensar, quer prever tudo o que pode dar errado. Não foca nos sucessos.

Logo, é ansioso e estressado. Não consegue parara de trabalhar.

 

8.      O Inquieto

O inquieto é a pessoa que não consegue descansar. Precisa sempre estar fazendo algum trabalho, técnico ou de gestão. Com isso, é alguém que exige muito de si e dos outros. É impaciente e facilmente irritável.

 

9.      O Controlador

O controlador é ditatorial. Ou seja, quer decidir tudo e briga com quem não o deixa mandar. É uma pessoa agressiva e estressada.

 

10. O Esquivo

O Esquivo é alguém que só quer trabalhar com o que gosta. No resto é alguém que demora a responder e trazer resultados. É visto como anti-produtivo, preguiçoso e dificultador no gerenciamento de projetos.

 

Veja Também:

Está “bombando” na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original