Uma matéria que está nos currículos escolares há pelo menos trinta anos é Informática Educativa. Desde a popularização dos computadores pessoais, a partir dos anos 90, criou-se a demanda de um público habilitado em utilizá-los.

Para tanto, o ensino de Informática foi introduzido nas escolas. Primeiro, era algo mais simples: usar programas básicos de redação e edição de imagens e produzir tabelas, planilhas e demais programas contábeis.

Com o tempo, softwares avançados de edição de imagem e vídeo ficaram populares, também.

Hoje, computadores dos mais variados tipos são relativamente fáceis de serem adquiridos. Logo, uma matéria como “Informática Educativa” parece irrelevante: as novas gerações sabem fazer o básico, em informática.

Para que serve a matéria, então?

a pergunta se deve por uma limitação do conceito de “Informática”. Afinal, computadores não são apenas uma tecnologia de produção de textos e imagens – isso é, de produção de dados.

Computadores são uma Tecnologia de Informação e Comunicação(TIC) – e aí está o grande ponto. Conhecimentos relativos a Informação e Comunicação devem ser centrais, nessa matéria. Como assim?

Computação de dados: o sentido da informática

Um dos primeiros usos da internet era o monitoramento e difusão de informações militares, entre os órgãos de segurança dos Estados Unidos.

Hoje, esse primeiro uso continua. Mas em nível muito mais avançado, claro.

Entretanto, esse uso militarizado ainda aparece no dia a dia, embora, de forma bem mais simples e direta. A internet, afinal, serve para encontrarmos serviços, e difundirmos dados.

Imagine que você busca uma loja de roupas esportivas para tamanhos extragrande, que seja com tecnologia ecológica, e que esteja aberta no seu bairro: trata-se de uma série de dados que precisam ser coletados.

Saber como coletar eles não é algo simples.

Agora, se você for o vendedor dessa loja, saber difundir esses dados é outro conhecimento que, embora soe natural, é algo que precisa ser aprendido.

Isso, essencialmente, é parte do trabalho que se desenvolve em uma aula de Informática Educativa.

 

Tratamento da informação: evitando o desconhecimento

Outra função importante da informática é na difusão de informações e conhecimentos adequados.

Tanto a produção desses saberes, quando no acesso e obtenção deles, diga-se de passagem.

Evitar fake News e desinformação não é algo tão simples, quanto possa parecer, pois muitos sites falsos passam confiabilidade, nos textos ali divulgados. Além disso, saber onde buscar a informação e o conhecimento é essencial, para não se obter conhecimentos falsos ou incompletos.

Outra questão das TIC é no que se refere à produção de metodologias ativas. Ou seja, a criação de aplicações educacionais, que coloquem o aluno como produtor de seu conhecimento.

 

Informática profissionalizante

A Informática tem avançado bastante em tecnologias voltadas a profissões específicas. Assim, há softwares específicos para certas profissões, como processadores de dados contábeis, ou processadores de corte industrial.

Claro que há matérias de informática em cursos técnicos.

Porém, introduzir os conceitos de mecanização de trabalho, e uso de aplicativos para processamentos industriais é um dos tópicos, em Informática Educacional.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original