binomo corretora de opcoes binarias ok


 

Todo mundo que quer fazer uma graduação em alguma forma de Arte certamente já ouviu dos pais, familiares e amigos a frase: mas você vai trabalhar com o quê?

Isso acontece porque, de fato, o mercado artístico nacional não é muito amplo. Logo, poucas pessoas pensam em áreas de trabalho para músicos e atores que não os palcos, por exemplo.

Porém, há um mercado de trabalho para essas pessoas, para além do entretenimento. No caso dos atores, há a docência e a publicidade, além da parte mais técnica (roteiro, produção, direção…).

Mas e quanto aos músicos? Imagine a situação: Você se formou em piano clássico, mas não está em uma Orquestra Sinfônica; faz algumas apresentações pelos bares e pela noite de sua cidade, mas isso mal dá para as contas básicas do mês… E agora?

 

1.      Docência

Ser professor de música, seja particular, seja em uma escola, seja em uma instituição renomada é sempre uma opção.

Em uma instituição, claro, é bem mais concorrido.

Mas há milhares de músicos que sobrevivem assim. Para tanto, o que você precisa é estudar bastante teoria musical do seu instrumento (ou de canto, se for cantor), estudar teoria musical em geral, e deixar currículos em escolas de música.

Deixar seu anúncio em lojas de instrumentos também pode ser um caminho. E, com o passar dos anos, conforme você for aprimorando seus conhecimentos, pode mesmo se tornar um professor renomado.

Nadia Boulanger foi uma compositora, mas sua fama se deve muito mais por sua carreira de professora (tendo dado aula para alguns dos maiores músicos do século 20, como Quincy Jones, Piazzolla e Stravinsky).

 

2.      Produção de músicas institucionais

Toda a empresa que precisar de um jingle publicitário, hino corporativo, ou efeito musical precisa de um músico.

Fazer uma música simples, para tocar “de fundo”, pode parecer algo simples.

Mas não é. Existe toda uma teoria musical, na hora de arranjar os instrumentos, produzir efeitos e criar atmosferas.

Sem falar nas letras e musicalização de textos.

Às vezes, uma composição usa de diversos pontos e contrapontos, e elas, ouvidas separadamente, não fazem nenhum sentido. Esse trabalho é de um músico: criar arranjos e harmonias.

Campanhas publicitárias de bancos, em épocas festivas, utilizam composições exclusivas, cheias de detalhes sutis, mas que causam uma impressão no ouvinte.

 

3.      Produção musical

Um produtor musical tem um campo de trabalho bem amplo. Ele pode ser o produtor de um artista ou produtor de músicas publicitárias.

Seja como for, para tanto, é preciso ter um grande conhecimento em composição. Estúdios grandes e gravadoras internacionais contam com o trabalho de diversos produtores.

Eventualmente, o trabalho do produtor será acrescentar 3 notas de um xilofone em uma música de rock (vide a música Pet Sematary da banda Ramones) – mas serão 3 notas que farão toda a diferença na impressão final da música.

O produtor (e seus assistentes) também precisa se atentar para instrumentos desafinados, músicos fora do andamento, efeitos como ruídos, ecos…

 

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

binomo corretora de opcoes binarias ok