Se você estuda psicologia, certamente conhece Freud, Jung, Skinner e Lacan. Os quatro formam as três bases da Psicologia contemporânea, seja em Psicologia Clínica, do Trabalho, da Educação, entre outras. São, enfim, fundadores, de linhas de trabalho.

Mas além deles, que outros Psicólogos e linhas você conhece? Porque a verdade é que há diversas linhas de trabalho (que se aproximam mais ou menos, dessas quatro principais) e existiram diversos Psicólogos que mudaram essa área de conhecimento, em seus estudos.

Conheça aqui 5 deles, suas obras principais e algumas de suas questões mais relevantes.

 

1.     Mary Ainsworth (1913 –1999)

Psicóloga Americana.

Ainsworth foi uma das principais psicólogas da Teoria do Apego, seus estudos sobre as relações entre crianças e bebês levou ela a desenvolver um procedimento chamado Situação Estranha.

Nesse procedimento, a criança é submetida a situações nas quais os pais saem da sala de testes, estranhos interagem com a criança, entre outros.

Seus estudos estão divulgados em diversas obras, dentre as quais Padrões de Apego, de 1978.

 

2.      Wilhelm Reich (1897 —1957)

Um dos principais psicólogos de sociedade e sexualidade de todos os tempos, Reich foi aluno de Freud, mas rompeu com ele, por dar uma abordagem mais política às questões sexuais.

De forma bem genérica, seus estudos apontavam que, a repressão sexual serviria para causar neuroses, e, com isso, tornar os indivíduos mais suscetíveis a certo controle político.

Em dado momento, sua teoria debanda pra algum nível de esoterismo, com a noção de Orgônio, uma substância vital para a sexualidade humana.

Sua principal obra é A Função do Orgasmo, de 1942.

 

3.      Alfred Adler (1870 – 1937)

Psicólogo austríaco, Adler foi um dos fundadores da Psicologia do Desenvolvimento Individual. Trabalhando por muitos anos com Freud, também atuou com desenvolvimento infantil.

No centro de suas teorias, há, basicamente, a ideia de que o meio social influencia o comportamento individual. Logo, esses comportamentos e desenvolvimento da personalidade seriam condicionados por fatores como busca de aprovação, complexos de inferioridade e sede de poder.

Seu principal livro é A ciência de viver de 1929.

 

4.      Fritz Perls (1893-1970)

Psicólogo e psiquiatra alemão, que, junto com sua esposa Laura Perla, desenvolveu a Gestalt-terapia, uma terapia psicológica de forte influência de biologia e fisioterapia.

Basicamente, a ideia da Gestalt é a de que um organismo se desenvolve a partir de interações com o meio ambiente, a partir de tendências naturais dele. Dessa maneira, a Gestalt se baseia, bastante, em movimentos e exercícios corporais.

O livro que melhor introduz o pensamento de Perls é Gestalt-terapia explicada de 1969.

 

5.      Abraham Maslow (1908-1970)

Psicólogo americano conhecido pela Hierarquia das necessidades de Maslow, uma importante teoria da psicologia humanista, sobre a motivação de ações humanas.

Em seus estudos, basicamente, Maslow define que há 5 necessidades que seres humanos precisam cumprir: Fisiologia, Segurança, Relacionamentos, Estima e Realização Pessoal, e essas necessidades hierarquizam os atos humanos.

Seu livro mais famoso é Motivação e Personalidade de 1954.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

Abrir Chat