binomo corretora de opcoes binarias ok


 

Um dos maiores temores de crianças é, também, uma das áreas da ortodontia mais importantes, para nossa vida em geral. Trata-se da ortodontia infantil, ainda chamada de ortopedriatria.

Para leigos, cuidar dos dentes e da saúde bucal de uma criança pode parecer algo simples. Entretanto, a ortodontia infantil é uma área que demanda alta especialização.

Muitos dos problemas de saúde podem ter origem na má-formação dentária, ou em problemas mandibulares, que não foram corrigidos nos anos iniciais.

Assim, se você é dentista, pediatra ou fonoaudiólogo, mas ainda não sabe mensurar a importância da ortodontia infantil, leia nosso artigo, e veja a importância de um cuidado profundo com a dentição infantil.

 

1.      Cuidados com os dentes de leite

Crianças começam a perder seus dentes de leite por volta dos 4 anos de idade. Isso não significa que eles devam ter cuidados menores.

O principal problema de uma má escovação será a cárie, mas um dente de leite cai, então, qual é o problema? O grande problema de uma cárie é que ela pode afetar os permanentes, afinal, uma cárie é, primeiramente, uma infecção.

Como infecção, se não for tratada adequadamente, pode atingir a gengiva, e da gengival, ir para a corrente sanguínea.

Além disso, um dente afetado significa uma mastigação irregular. Crianças aprendem rápido, logo, elas não vão demorar a adaptar a mastigação errada. Se a criança leva isso para a vida adulta, reaprender a mastigar é difícil.

 

2.      Enxaquecas e má-higiene bucal

Poucas pessoas sabem, mas a formação nervosa da cabeça é um único sistema. Isso significa que uma gengivite ou mordida cruzada podem, sim, ser a origem de uma enxaqueca crônica.

Porém, o problema mais grave é a DTM – a Disfunção Termomandibular, um problema na mandíbula, e demais partes da região bucal, que tem origens diversas.

Uma das origens do DTM é a falta de tratamento bucal na infância. Das muitas consequências possíveis, temos zumbidos frequentes, dores no ouvido, dor no pescoço, entre outras.

 

3.      Dentição e problemas respiratórios

Problemas dentários da infância podem levar a problemas respiratórios. As origens são diversas. A chupeta é uma delas. Mas não é a única.

O crescimento de ossos da face, e do corpo de maneira geral, é influenciado pela forma como respiramos.

Más-formações dentárias e mordidas irregulares influenciam a respiração. Outro problema é em relação ao céu da boca, que pode ser afetado pelo consumo inadequado de alimentos, ou pela posição incorreta dos dentes – que terminam por arranhar ou furar partes da boca.

 

4.      Problemas de fala

Alguns problemas de fala podem ter origem – e solução – na formação dentária. Mordidas cruzadas e prognatismo (“queixo pra frente”) influenciam a forma como será a boca adulta, e eventualmente, o sistema auditivo.

E a formação do maxilar influencia, totalmente, a forma como se dará a fala.

Crianças com questões como trocar letras, não se comunicar adequadamente, ou falar arfando, podem ter problemas no aprendizado,

Além, claro, da vida social e interpessoal, devido ao preconceito e bullying.

Veja Também:

Sucesso na Internet:

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

binomo corretora de opcoes binarias ok