binomo corretora de opcoes binarias ok



diabetes gestacao freepik

A diabetes gestacional, ou diabetes mellitus gestacional (DMG) é um dos problemas mais recorrentes durante a gravidez. A doença aumenta as chances de desenvolver complicações durante a gestação e, inclusive, no parto. Neste 15 de agosto, dia da gestante, saiba como identificar o problema e amenizar os riscos.

A estimativa atual para o Brasil é de que a diabetes gestacional atinge cerca de 18% da população com acesso ao Sistema Único de Saúde (SUS), segundo informações da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares. Já a média mundial corresponde a aproximadamente 16,2% da população com DMG.

A doença é um tipo de diabetes e possui este nome por ocorrer pela primeira vez durante a gestação. A diabetes gestacional apresenta na gestante altos níveis de glicemia no sangue (hiperglicemia). Ela ocorre devido às alterações hormonais que acontecem durante a gravidez e, caso não seja identificada e tratada precocemente, tanto a mãe quanto o bebê correm sérios riscos, como:

  • aborto;
  • morte do feto dentro do útero;
  • complicações no parto (chamadas de tocotraumatismos);
  • crescimento excessivo;
  • aumento do líquido amniótico;
  • prematuridade;
  • hipertensão gestacional e suas complicações.

+++ OMS deve alterar nome da varíola dos macacos; consulta foi aberta para definir nomenclatura

Fatores de risco da diabetes gestacional

São considerados fatores de risco para o desenvolvimento de diabetes gestacional:

  • Idade avançada durante a gestação;
  • Obesidade, sobrepeso ou ganho excessivo de peso na gravidez atual;
  • História familiar de diabetes em parentes de primeiro grau;
  • Antecedentes obstétricos diabetes gestacional, abortamentos, malformações, morte fetal ou neonatal, macrossomia;
  • Síndrome de ovários policísticos;
  • Baixa estatura;
  • Colesterol alto;
  • Triglicérides alto;
  • Hipertensão.

Sinais da diabetes gestacional

A diabetes gestacional não costuma apresentar sintomas, sendo uma doença de característica mais silenciosa. Por isso, é importantíssimo acompanhar e realizar todos os exames exigidos durante o pré-natal para verificar possíveis alterações. No caso da diabetes gestacional o diagnóstico é feito por meio de exame de sangue em jejum.

Alguns casos da doença podem apresentar os seguintes sintomas:

  • Cansaço excessivo;
  • Grande aumento de peso na mãe ou bebê;
  • Visão turva ou embaçada;
  • Sede excessiva;
  • Náuseas;
  • Aumento na frequência em urinar;
  • Aumento exagerado do apetite;
  • Boca seca;
  • Infecções frequentes na bexiga, vagina ou pele.

Mudanças comportamentais podem diminuir o risco de desenvolvimento de diabetes gestacional. Uma alimentação adequada, com menos açúcar, carboidratos simples e sem produtos industrializados em excesso deve ser adotada. Caso fume, a grávida deve parar com o tabagismo e deve priorizar a prática de atividades físicas para evitar riscos à sua saúde e do bebê.

+++ Eleito o melhor remédio para dormir, o lemborexant deve chegar ao Brasil em breve

Pré-eclâmpsia: Causa, identificação e sulfatação

A pré-eclâmpsia é uma das síndromes hipertensivas da gestação que aparece, geralmente, após 20 semanas, mas é mais comumente encontrada depois da 37ª semana. Confira o artigo que o Blog Medcel preparou para você saber tudo sobre o assunto, principalmente se deseja estudar para a Residência Médica. Lá você também confere tudo sobre a área médica, como concursos, especialidades, títulos e notícias da categoria. Aproveite!

+++ Acompanhe as principais informações sobre Saúde no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaques

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original

binomo corretora de opcoes binarias ok