binomo banner



privatizacao eletrobras divulgacao

Os trabalhadores com carteira assinada já podem manifestar o seu interesse em comprar ações da Eletrobras com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Mas será que vale a pena usar parte dos seus recursos para investir na principal empresa de energia do país, que está em fase avançada de privatização? O JC Concursos aponta quais são os riscos de investir na estatal.

Antes de tudo, é necessário explicar como será este processo de compra das ações da Eletrobras utilizando os recursos do FGTS. 

A operação em si não representa a compra efetiva das ações, que ocorrerá somente quando for realizado o leilão da companhia elétrica. Porém, o procedimento é preciso para confirmar o interesse pelas ações. Com a privatização, o governo federal quer diminuir a participação na Eletrobras de 72% para, no máximo, 45%.

+Qual será o próximo pagamento do Saque Extraordinário do FGTS? Confira o calendário

Dito isso, o trabalhador poderá usar de R$ 20 mil a R$ 50 mil do FGTS na operação. Também há um limite de 50% do saldo da conta do Fundo de Garantia. Logo, quem tiver saldo de R$ 40 mil no FGTS só poderá destinar R$ 20 mil para a compra das ações da Eletrobras. No caso de o empregado ter mais de uma conta no FGTS, poderá usar até 50% do saldo de cada uma.

O pedido de reserva deverá ser feito diretamente nas páginas de bancos e de corretoras que mantêm Fundos Mútuos de Privatização ligados ao FGTS (FMP-FGTS). Atualmente, as instituições financeiras têm páginas na internet com o prospecto preliminar e os avisos ao mercado.

Afinal, vale a pena investir na Eletrobras?

É preciso lembrar que se trata de um investimento em renda variável. Assim, a aplicação dos recursos na companhia envolvem riscos, ou seja, o seu dinheiro pode desvalorizar. Por outro lado, ele tem um potencial muito maior de valorização ao comparar com rendimento na conta do FGTS.

Os recursos da conta do FGTS tem um rendimento de 3% ao ano mais a TR (Taxa Referencial). É um rendimento considerado muito baixo no mercado de ações e até mesmo em outras opções de renda fixa.

Logo, as ações da Eletrobras, desde que mantenha uma boa administração, tem grandes chances de ultrapassar estes ganhos. 

+Último dia para pedir parcelamento especial do Simples Nacional; Veja como fazer

No mercado acionário, a Eletrobras é considerada uma empresa defensiva. Ela tem essa característica por ser uma companhia do setor elétrico e conta com uma demanda inelástica. O que isso significa? Independente do período do ano ou das condições econômicas atuais, a demanda por energia praticamente não se altera, uma vez que as pessoas e empresas precisam deste recurso para sobreviver.

Dessa forma, a Eletrobras sofre menos com as oscilações do mercado. 

Outra característica importante da Eletrobras é o seu histórico de dividendos, também conhecidos como lucros. Os dividendos da Eletrobras costumam ser os mais generosos da bolsa brasileira. Além disso, uma estimativa dos analistas do mercado apontam um dividend yield, taxa de referência sobre o lucro, estimado em mais de 5% ao ano.

Quais são os riscos?

Como se trata de um investimento em renda variável, há riscos de investir na Eletrobras. A gestão administrativa de uma empresa é avaliada constantemente pelos investidores da Bolsa. Dessa forma, se a companhia apresenta dificuldades financeiras, como a incapacidade de pagar dívidas ou investimentos mal feitos tendem a desvalorizar as ações de uma empresa.

Um dos argumentos do governo Bolsonaro em privatizar a Eletrobras é a incapacidade de promover novos investimentos para ampliar a capacidade produtiva da companhia elétrica. Se o grupo majoritário que assumir a gestão da estatal não conseguir promover estes investimentos e ainda causar um aumento da dívida é provável que o valor das ações recuem. 

+Como comprar passagens aéreas baratas? Preço deve subir após novo aumento de combustível

Além disso, vale lembrar que a União ainda será o sócio majoritário da Eletrobras e ainda contará com golden share, que tem poder de veto nas decisões. Logo, o fator político poderá ser um problema de desvalorização da Eletrobras, principalmente se houver alterações propostas por um novo presidente.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original